terça-feira, 18 de março de 2008

Pirataria vendida no Maracanã

O Flamengo deixa de arrecadar milhões por ano por causa da pirataria. Em dia de jogo, produtos de todos os tipos podem ser encontrados nas adjacências e dentro do Maracanã, vendidos por ambulantes que burlam a fiscalização se infiltrando no meio das torcidas.
São bonés, camisas, bandeiras, chaveiros e até adesivos. Repare que as falsificações são tão grosseiras que os autores do crime não se preocupam nem sequer em escrever o nome do clube corretamente. A diretoria do Flamengo tem obrigação de acionar as autoridades para que, pelo menos dentro do Maracanã, a venda desses produtos não aconteça.
Os que mais compram são os grupos de turistas estrangeiros, geralmente ingleses e holandeses que ficam bebendo cerveja de 600ml no gargalo antes das partidas, no bar em frente ao portão 18. Esse dinheiro que não vai parar nos cofres do clube ajudaria muito a estabilizar as finanças.

2 comentários:

Rodrigo disse...

Nossa que absurdo!

Flamengo disse...

é verdade. já vi isso muitas vezes mo maraca. mas um erro tão grosseiro assim nunca tinha visto

Zoando os chorões!

Loading...