quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Ausência do Bombeiro da Gávea preocupa

O sinal de alerta está ligado. Depois da partida de sábado, contra o Paraná, o Flamengo terá pela frente o Vasco, dia 18. O clássico poderá sofrer alteração na data porque a Polícia Militar terá trabalho reforçado na véspera, dia de jogo da Seleção Brasileira. Esses dois confrontos são vistos como decisivos para escapar do rebaixamento.
Outro motivo de preocupação é a ausência temporaria do diretor de futebol Marcos Brás, um dos principais responsáveis pela boa relação entre jogadores e torcidas organizadas. O maior apagador de incêndios que a Gávea conhece. Ele se afastará por duas semanas e ninguém sabe o que poderá acontecer no período se o time acumular fracassos.
O Flamengo medirá forças ainda com o Grêmio, no Maracanã, enfrentará o lanterna América-RN no Machadão, fará o jogo dos desesperados com o Corinthians, também no Rio e viajará até Belo Horizonte para pegar o Cruzeiro. Depois fará duas partidas seguidas em casa, contra Santos e Atlético-PR, para encerrar sua participação contra o Náutico, no Estádio dos Aflitos, local bem apropriado para o que pode ser uma decisão.

Nenhum comentário:

Zoando os chorões!

Loading...