quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Escândalos geram crise política

As irregularidades nunca apuradas pela diretoria foram o estopim para uma crise entre os poderes do Flamengo. Os Presidentes do Conselho Fiscal e do Conselho Deliberativo estão em guerra. Enquanto isso, a imprensa manipulada por empresários e dirigentes fecha os olhos e desvia a atenção destacando apenas o futebol.
O cenário político é de arrepiar. Em meio a essa confusão, surgiu a notícia de que ex-presidente George Helal, que na época de Edmundo Silva foi responsável pelas divisões de base, se tornou administrador o Edifício Hilton Santos, no Morro da Viúva, cujos escândalos resultaram na demissão de dois funcionários que denunciaram as irregularidades e na instauração de uma comissão de inquérito.
Na Gávea muita gente gostaria de saber quanto o Flamengo paga atualmente a George Helal, pois em 2005 o ex-administrador recebia algo em torno de R$ 3.700. Já o dirigente, por seu trabalho nas divisões de base em sua última passagem pelo clube, levava R$ 35 mil. Abaixo, a Nota Oficial enviada pelo Conselho Fiscal e a manifestação de apoio enviada pela Assessora da Presidência, Marilene Dabus, em nome dos demais Poderes.

4 comentários:

Anônimo disse...

onde vcs conseguem essas informações? quem passa isso para vcs? de que lado vcs estào? poderiam responder essas perguntas?

Anônimo disse...

Parabéns por nos mostrar tudo que acontece. Nunca tinha visto esse tipo de coisa. Bom trabalho

Anônimo disse...

Vcs não falam sobre o time não? htt92)

Carlos - rj disse...

FlaPress cada vez melhor, parabéns !

Zoando os chorões!

Loading...