segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Caio Júnior coloca o dedo na ferida

Caio Júnior chegou dizendo que queria ser campeão do mundo. Seis meses depois, deixa o clube revelando algo que os jornalistas pautados por empresários e dirigentes evitam: falta de estrutura. O técnico também reclamou da assessoria de imprensa do Flamengo, por se sentir exposto na mídia, condenou a guerra de vaidades e afirmou que não há transparência, pois o torcedor não conhece a verdade. Quem acompanha a FlaPress não deve ter se surpreendido, pois tudo isso já havia sido publicado aqui. Agora os dirigentes falam em reformulação e avisam que o tri-estadual será obrigação. No entanto, na Gávea esse discurso não ilude mais ninguém.

Nenhum comentário:

Zoando os chorões!

Loading...