quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Antiprofissionalismo agora é democracia

A imprensa pautada por empresários e dirigentes está chamando falta de profissionalismo de "Democracia Rubro-Negra". Isso só está acontecendo na Gávea porque não existe ninguém com pulso firme para por ordem na casa e assim cada um faz o que bem entende. Até a postura de Adriano, que pegou a prancheta antes da preleção contra o Santos e rabiscou algumas bobagens, foi elogiada.
Andrade é boa gente, tem bom coração, ninguém questiona seu amor ao Flamengo e suas intenções, que são as melhores possíveis, mas os jogadores o vêem como um banana sem moral. Enquanto não houver respeito, o Rubro-Negro terá de se conformar em torcer contra o rebaixamento.
Antigamente os craques eram muitos e existia seriedade. Zico era o primeiro a chegar e o último a sair. Passava horas depois das atividades físicas treinando faltas. Atualmente até medianos como Juan, que nunca conquistaram nada, fazem cara feia quando são obrigados a dar voltas em torno do campo.

Nenhum comentário:

Zoando os chorões!

Loading...